Silenciosa e ainda pouco conhecida pelas brasileiras, a clamídia é uma ameaça à fertilidade feminina pois ela ataca o sistema reprodutivo. Se não diagnosticada a tempo, pode diminuir significativamente as chances de engravidar naturalmente.
A doença sexualmente transmissível é reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como a principal causa evitável de infertilidade. A cada ano, são 92 milhões de novos casos de clamídia diagnosticados no mundo.Essa grande disseminação se deve ao fato de que, geralmente a clamídia não apresenta sintomas aparentes ou pode ser confundida com uma infecção urinária. Além disso, os exames ginecológicos de rotina e o papanicolau não são capazes de detectá-la, por isso, é importante que a paciente peça ao seu médico para investigar a doença.
A única forma de prevenção é usar preservativos em todas as relações sexuais.

Posts Recentes