Diagnósticos

Desmistificando a ideia de que a infertilidade era um problema apenas feminino, hoje sabemos que este distúrbio ou condição do sistema reprodutivo atinge homens e mulheres de forma semelhante e deve ser tratado através de condutas multidisciplinares. Diagnosticamos um casal como infértil quando, após um ano de relações sexuais frequentes, sem a utilização de qualquer método anticoncepcional, a gravidez não ocorre.

A infertilidade vem afetando um número cada vez maior de pessoas, apesar do aumento da população mundial. Doenças infecciosas como HIV e clamídia, e também, a queda da qualidade do esperma, são alguns dos fatores que contribuem com o problema. As estatísticas mostram que 20% dos casais – em idade fértil – passam algum tipo de dificuldade para gerar filhos. E grande parte deles precisa recorrer a tratamentos mais avançados para realizar o sonho de ter um bebê.

Infertilidade Primária: sem ocorrência de gravidez anterior.

Infertilidade Secundária: quando já houve gravidez anterior.

Infertilidade e Esterilidade são a mesma coisa?

Infertilidade e Esterilidade são a mesma coisa?

Não. É comum as pessoas utilizarem os termos com o mesmo sentido, mas infertilidade e esterilidade têm significados diferentes. A infertilidade reduz a capacidade de gerar filhos, ao passo que a esterilidade evidencia que não há mais chance de conceber naturalmente. A maioria dos casais que não tem filhos e enfrenta dificuldades para engravidar é infértil e não estéril.

Quando procurar um médico especialista em infertilidade?

Quando procurar um médico especialista em infertilidade?

Em geral, os estudos recomendam procurar um especialista após 12 meses de tentativas para engravidar sem sucesso. Mulheres acima dos 35 anos não devem esperar um ano para procurar ajuda, é indicado iniciar a investigação após seis meses de relações sexuais sem anticoncepção. Aos 40 anos devese procurar um especialista imediatamente. A idade é um fator decisivo para a fertilidade, pois os ovários seguem o ciclo biológico e seu envelhecimento diminui as chances de gravidez. Atualmente, a idade é um dos principais fatores de sucesso nos tratamentos para a infertilidade.

Causas da Infertilidade

CAUSAS DA INFERTILIDADE

As causas da infertilidade podem ser devidas a alterações no homem (30 %), na mulher (40 %) ou em ambos. Em alguns casos, entretanto, apesar de toda investigação realizada, não se consegue identificar a causa e classifica-se como Infertilidade Sem Causa Aparente (ISCA).

fecundacao2

Em 80 % dos casos de infertilidade feminina devem-se principalmente a:

  • Idade reprodutiva avançada: a partir dos 35 anos o potencial de reprodução diminui e depois dos 40 anos a possibilidade de engravidar é inferior a 10 %.
  • Fator tubo-peritoneal: quando as trompas de Falópio sofrem algum tipo de lesão
  • Endometriose: quando o tecido que reveste a parte interna do útero se encontra também fora de sua localização original.
  • Outros fatores de risco: miomas; doenças sexualmente transmissíveis; doenças crônicas como diabetes, doenças da tireoide, asma ou depressão. Uso de medicação como antidepressivos.
9

Quanto ao homem, as principais causas de infertilidade masculina são:

  • Alterações do trato genital que impossibilitem o depósito do esperma no fundo da vagina durante o coito.
  • Problemas de ereção.
  • Alterações na produção do esperma (diminuição da qualidade e quantidade do esperma).
  • Obesidade extrema.
  • Alterações nos testículos.
  • Obstrução ou agenesia de ductos.
  • Patologias na próstata.
  • Situação anômala do meato urinário; curvaturas muito pronunciadas do pênis ou uma grande diminuição do mesmo.
infertilidade-feminino
infertilidade-masculino
Como avaliar o Casal

Como avaliar o casal

A avaliação do casal é feita através de consulta e indicação adequada de exames a cada caso clínico, que vão desde dosagens hormonais, ecografias, histerossalpingografia à exames mais específicos com ressonância magnética, videolaparoscopia e videohisteroscopia – na mulher- e espermogramas à avaliação hormonal e ultrassonográfica- no homem.

Procedimentos Básicos

Em muitos casos de infertilidade as causas podem ser tratadas através de procedimentos e técnicas simples como a terapia hormonal, inseminação artificial e procedimentos cirúrgicos de pequeno porte. Nos casos mais complexos, a indicação pode incluir as técnicas de reprodução assistida como Fertilização in vitro – FIV e Injeção Intracitoplasmática de Espermatozoide – ICSI – PGD, punção ou biópsia de testículos entre outros.

Videolaparoscopia e Videohisteroscopia

Utilizadas para corrigir e remover alterações anatômicas existentes no sistema reprodutor feminino que possam estar dificultando a gravidez.

Causas de infertilidade

  • 30 % causas masculinas: alterações nos testículos, obstrução de ductos, patologias na próstata, alterações na ejaculação ou ereção e alterações no esperma.
  • 40 % causas femininas: idade avançada, menopausa precoce, endometriose, obstruções ou lesões das trompas de Falópio, anomalias uterinas e cervicais ou problemas ovulatórios.
  • 20 % causas mistas ou combinadas: nas quais os dois membros do casal tem participação.
  • 10 % dos casos não se consegue identificar a causa após completar a investigação e denomina-se Infertilidade Sem Causa Aparente (ISCA).
tratamento-3
tratamento-1
tratamento-2
tratamento-5
tratamento-4