Veja como os hábitos alimentares podem predicar a fertilidade do casal

Já se sabe que de 15% a 20% dos casais em idade fértil tem algum tipo de dificuldade para gerar filhos. Para descobrir os motivos e aumentar as chances dos tratamentos, os cientistas do mundo todo pesquisam sobre o assunto. Eles já descobriram uma série de fatores que levam a infertilidade, como: problemas no útero, ovários, trompas e até baixa produção e qualidade dos espermatozoides. Atualmente, pesquisas vêm apontando que os hábitos alimentares e comportamentais também estão ligados aos casos de infertilidade. Por isso, é muito importante que os casais estejam com a saúde em dia para ter mais sucessos nos tratamentos para engravidar. O consumo de álcool, tabagismo, sedentarismo e má alimentação são fatores de risco para quem deseja ter filhos. Atenção – o alerta vai para homens e mulheres!

No caso delas, o baixo peso, quando o índice de massa corporal é menor que 17 kg/m2, ou sobrepeso e a obesidade, com IMC maior que 25 kg/m2, já foram apontados como prejudiciais para a fertilidade ou desfecho da gestação. Estudos em relação aos futuros papais indicam que a produção de sêmen é afetada, tendo baixa qualidade e mobilidade dos espermatozoides.

Se o casal esta passando por este problema, a notícia agora é animadora. Uma pesquisa mostrou que a taxa de gravidez aumentou em 29% num grupo de mulheres obesas, que não conseguiam engravidar, depois que elas mudaram o estilo de vida e hábitos alimentares. Os médicos já sabem que nos casos de desnutrição também há melhora quando o peso é recuperado de forma saudável.

Pensado em virar o jogo? Uma boa aposta pode ser a dieta mediterrânea. Um levantamento revelou que ela aumentou a incidência de gestações após tratamento de fertilização in vitro. Alimentos frescos, muito peixe, frutos do mar e azeite de oliva não podem faltar na mesa de quem segue esta dieta. Sem esquecer da atividade física!

A parceira do casal é muito importante neste momento. Fazer uma avaliação médica e nutricional pode dizer como está a saúde. Assim, os dois vão estar mais preparados e fortes para enfrentar o tratamento e para viver com mais qualidade.

Recommended Posts