Estudo aponta redução superior a 50% na contagem de espermatozoides – A análise publicada na revista Human Reproduction Update é uma atualização da revisão publicada em 2017. Porém, é a primeira vez que inclui novos dados da América Central e do Sul, Ásia e África. Uma equipe internacional analisou quase 3.000 estudos.

Os pesquisadores afirmam que a contagem de esperma caiu pouco mais de 1% ao ano entre 1973 e 2018, concluindo que, globalmente, a contagem média de esperma diminuiu 52% até 2018. Em nível populacional, a média de espermatozoides caiu de 104 milhões para 49 milhões por mililitro. O normal seria superior a 40 milhões por mililitro.

Os autores não analisaram o que poderia estar causando o declínio, mas apontaram alguns fatores que afetam o esperma já no útero materno: estresse, tabagismo e exposição a produtos químicos sintéticos presentes no plástico. Hábitos de vida dos homens também podem prejudicar a contagem, entre eles: obesidade, falta de atividade física e dietas ricas em alimentos ultraprocessados.

Recommended Posts